Publicações – lLives e Revistas com números especiais em PL críticas

Linguagem e Políticas Públicas: Mútuas Implicações

Mesa Redonda SBPC, 2021

Participantes: Fátima Cristina da Costa Pessoa, Cristine Gorski Severo, Leandro Rodrigues Alves Diniz e Ricardo Nascimento Abreu
Ementa: Esta discussão destaca a pertinência da linguística como ciência a compor o debate público sobre os rumos da construção de uma sociedade democrática, ampliando o reconhecimento do alcance das políticas linguísticas para a construção de relações éticas responsáveis que garantam o direito às diferenças e singularidades. Buscamos refletir sobre a maneira como a vida das pessoas – e a vida institucional – é impactada por questões linguísticas no que tange à justiça social e o reconhecimento dos direitos linguísticos de diferentes grupos e sujeitos.

Políticas Linguísticas, Direitos Linguísticos e Justiça Social

Mesa na Abralin, 2020

Palestrantes: Cristine Gorski Severo,  Ricardo Nascimento, Abreu Ezra Nhampoca

Intérpretes: Silvana Aguiar Dos Santos, Guilherme Lourenço, Rhaul de Lemos e Jonatas Medeiros

Travessias Interativas: Políticas, Planejamentos e Direitos Linguísticos

Número especial sobre Políticas, Planejamentos e Direitos Linguísticos: Revista Travessias, n. 22 (2020).

APRESENTAÇÃO

É com alegria que apresentamos este número especial voltado para Políticas, Planejamentos e Direitos Linguísticos. Trata-se de uma proposta que é fruto do empenho de colegas e pesquisadores fortemente envolvidos na produção e divulgação do campo das políticas linguísticas no cenário brasileiro. Enfocamos, aqui, nosso grupo de pesquisa Políticas Linguísticas e Direitos Linguisticos (PoLiTicas) – coordenado pelos professores Cristine Gorski Severo (UFSC) e Ricardo Nascimento Abreu (UFS) –, em parceria com a professora Silvana Aguiar dos Santos, também integrante do grupo e coordenadora do Programa de Extensão TILSJUR (Tradutores e intérpretes de língua de sinais na esfera jurídica, UFSC). A proposta desta edição especial também dialoga com reflexões oriundas do II Encontro de Políticas Linguísticas e Justiça Social, evento realizado virtualmente entre 03 e 06 de novembro de 2020, organizado pelo grupo PoLiTicas.

SUMÁRIO

1 Políticas Linguísticas: visão panorâmica

A EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA E O INTÉRPRETE GUARANI – Beatriz de Oliveira (UFSC/Mestrado), Cristine Gorski Severo (UFSC)

A Educação Escolar Indígena e as Políticas Linguísticas para o Plurilinguismo de grupos minoritários: o caso Te’ykue – Patricia Graciela da Rocha (Ufms), Rainer Enrique Hamel (Universidade Autônoma Metropolitana/México)

LETRAMENTO POLÍTICO: POR UMA EDUCAÇÃO LINGUÍSTICA DEMOCRÁTICA – Alexandre Cohn da Silveira (UNILAB)

A FORMAÇÃO DO LEITOR LITERÁRIO NA PRISÃO E O PAPEL DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA – Karina Zendron da Cunha, Valéria Contrucci de Oliveira Mailer, Valéria Contrucci de Oliveira Mailer

PERSPECTIVAS SOBRE DIVERSIDADE LINGUÍSTICA, PLURILINGUISMO E POLÍTICAS LINGUÍSTICAS E SUA RELAÇÃO COM A PRODUÇÃO DE SABERES NA ESFERA ACADÊMICO-CIENTÍFICA – Cláudia Fernanda Pavan

SOBRE O PAPEL DA VARIAÇÃO LINGUÍSTICA EM DOCUMENTOS NORMATIVOS REFERENTES À FORMAÇÃO DE PROFESSORES E À EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA VISÃO POLÍTICO-EDUCACIONAL – José Marcos Ernesto Santana de França

CRENÇAS SOBRE O EXAME CELPE-BRAS DE AGENTES ENVOLVIDOS COM O PROGRAMA DE ESTUDANTES-CONVÊNIO DE GRADUAÇÃO (PEC-G) – Cynthia Dionísio

A LÍNGUA INGLESA NO BRASIL COMO O MERCADO QUER: NECESSÁRIA, MAS INALCANÇÁVEL – Renan Castro Ferreira,  Isabella Mozzillo

A PROMOÇÃO DAS LÍNGUAS, A IDEOLOGIA DA PADRONIZAÇÃO E SEUS EFEITOS SOBRE O TALIAN – Renata Santos (UFSC/Doutorado), Ana Cláudia Fabre Eltermann (UFSC/Doutorando)

“MUITOS COMÉRCIOS […] PEDEM QUE A ATENDENTE SAIBA FALAR ALEMÃO”: O CONTEXTO DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE EM POMERODE/SC – Luana Ewald

POLÍTICAS LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA POMERANA EM SANTA MARIA DE JETIBÁ, ESPÍRITO SANTO – Leticia Mazzelli, Mônica Maria Guimarães Savedra (UFF)

(IM)PERTINÊNCIA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS E LINGUÍSTICAS EM ANGOLA: SOBRE A PROLIFERAÇÃO DO HIV-SIDA NO CONTEXTO RURAL – Ezequiel Pedro José Bernardo (Instituto Superior de Ciências da Educação, Cabinda/Angola)

DIÁLOGOS SOBRE LINGUAGEM/LÍNGUA/CULTURA ENTRE HOOKS, MENCHÚ E FANON – Doris Cristina Vicente da Silva Matos

2 Direitos Linguísticos: abordagens teóricas e estudos de caso

OS DIREITOS LINGUÍSTICOS E A SUA PERMEABILIDADE NA COMISSÃO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS – Ricardo Nascimento Abreu (UFS), Lia Nara (UFS/Mestrado)

A NOÇÃO DE DEVERES LINGUÍSTICOS E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A CONFIGURAÇÃO DO DIREITO LINGUÍSTICO NO BRASIL – Jael Sânera Sigales Gonçalves

DIREITOS LINGUÍSTICOS DOS POVOS INDÍGENAS E O NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO – Julia Izabelle da Silva (UFG)

UNESCO E A EDUCAÇÃO MULTILÍNGUE: REVISÕES E PROBLEMATIZAÇÕES –  Cristine Gorski Severo (UFSC)

O DISPOSITIVO DO REFÚGIO E AS POLÍTICAS LINGUÍSTICAS – Cristian Edevaldo Goulart (UFSC/Doutorado)

3 Políticas Linguísticas das Línguas de Sinais

 POLÍTICAS DE TRADUÇÃO E DE INTERPRETAÇÃO: DIÁLOGOS EMERGENTES – Silvana Aguiar dos Santos (UFSC) e Nanci Cecília de Oliveira Veras (UFSC)

POLÍTICAS DE LÍNGUAS DE SINAIS: ANÁLISE TRANSNACIONAL DE UMA INCLUSÃO LINGUÍSTICA – Pedro Henrique Witchs (UFES)

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ACESSO À ARTE EM LIBRAS – POLÍTICAS LINGUÍSTICAS E POLÍTICAS DE TRADUÇÃO – Neiva Aquino Albres (UFSC)

PERFIL SOCIOLINGUÍSTICO DOS SURDOS CONSUMIDORES DA CULTURAL AUDIOVISUAL BRASILEIRA: QUESTÕES PARA PLANEJAMENTO DE POLÍTICAS LINGUÍSTICAS E DE TRADUÇÃO – Marcos Vinicius Batista Nascimento (UFSCar)

Seção vária

 “EXTASE”, “SULTAN ACHMET” E “LA TOMBE DIT À LA ROSE”: RETRADUÇÕES DE POEMAS DE VICTOR HUGO MUSICADOS POR FRANCISCO BRAGA – Valter Pinheiro, Yonara Sousa Maltas, Silvia Ester Ramos de Melo

As REPRESENTAÇÕES DA ALTERIDADE EM MÁS ALLÁ DEL INVIERNO, DE ISABEL ALLENDE – Vitória Katherynne da Costa Holanda, Tatiana da Silva Capaver

Revista da Abralin: Número especial sobre Políticas Linguísticas Críticas

Número especial sobre Políticas Linguísticas Críticas: Revista da Abralin, vol. 17, n. 2, 2018.
n. 22 (2020): Travessias Interativas → jul-dez/2020

Disponível em: http://revista.abralin.org/index.php/abralin/issue/view/78

Este número da revista da Abralin agrupa textos sobre políticas linguísticas a partir de uma perspectiva crítica, o que implica submeter as políticas e planejamentos linguísticos a indagações e reflexões que levam em consideração: conceitos de língua; relação entre língua, poder e economia; ideologias linguísticas; políticas linguísticas em contextos coloniais e pós-independentes; papel dos agentes e lideranças locais na construção de suas políticas; relação entre política linguística e etnografia; relação entre língua e políticas territoriais; políticas linguísticas e transnacionalismo; e relação entre políticas linguísticas e justiça social. Busca-se, com isso, problematizar o uso de categorias e explicações universais para a resolução de problemas linguísticos, indagando-se, inclusive, sobre o que se entende por “problema linguístico”. Supomos que as políticas e planejamentos linguísticos, embora estejam fortemente centrados em pautas institucionais, transcendem esses limites, colocando em tela o papel das comunidades e das agentividades locais na configuração de modos coletivos de uso, compartilhamento e legitimação de suas práticas linguísticas.
 Artigos:
 Línguas e heranças africanas no Brasil – Cristine Gorski SEVERO

Estatutos jurídicos e processos de nacionalização de línguas no Brasil – Ricardo Nascimento ABREU

A relação entre as teorias linguísticas e raciais no final do século XIX no Brasil – Ana Cláudia Fabre ELTERMANN

A demarcação de terras indígenas como política linguística – Carlos Maroto GUEROLA

“Yo hablo un perfeito portuñol” – Daniel Nascimento SILVA, Adriana Carvalho LOPES T

Transnacionalidade da Língua Portuguesa, política linguística externa e cooperação acadêmica Sul-Sul nos governos Lula da Silva-Dilma Rousseff (2003 – 2016) – Letícia PONSO

Políticas linguísticas em Angola: sobre as políticas educativas in(ex)cludentes – Ezequiel Pedro José BERNARDO, Cristine Gorski SEVERO

Língua Portuguesa em Angola – Heloisa Tramontim de OLIVEIRA

Les Droits Linguistiques au Canada – Sara Farias da SILVA, Simon DABIN

O governo da língua – Charlott Eloize LEVISKI

As potências políticas do deslocamento na etnografia, na tradução e na linguística – Evelyn Martina SCHULER ZEA

É a linguagem um dispositivo? (ou o linguista enrubescido) – Atilio BUTTURI JUNIOR

Tradução: Da linguística humana ao sistema “d” e às ordens espontâneas – Sinfree B. MAKONI; Alexandre Cohn da SILVEIRA

Edição especial da Working Papers sobre Políticas Linguísticas Críticas

Working Papers em Linguística – v. 16, n. 2 (2015): Políticas Linguísticas, disponível em https://periodicos.ufsc.br/index.php/workingpapers.

Artigos:

Língua portuguesa como invenção histórica:brasilidade, africanidade e poder em tela (35-61) –   Cristine Gorski Severo
A política da língua portuguesa em Guiné Equatorial (62-81) –  Charlott Eloize Leviski
Ensino Bilingue em Moçambique: introdução e percursos (82-100) –  Ezra Chambal Nhampoca
Políticas linguísticas e traduação-interpretação de línguas de – sinais: aproximações entre Brasil e Moçambique (101-123) –  Silvana Aguiar dos Santos e  Nehemia Gilberto Raul Zandamela
O canto dos vissungos: tradição e resistência (124-138) – Ana Cláudia Fabre Eltermann
Tecendo uma ideia crítica sobre a lusofonia em Timor-Leste: entre a política linguística de fato e a de direito (139-161) – Alexandre Cohn da Silveira e  Christiane da Silva Dias
Entre babel e babilônia: formas de discursivização e políticas linguísticas (162-184) –  Liliam Keide Arnhold de Azevedo
Os discursos da EJA em Florianópolis: cidadania, trabalho e controle (185-209) –  Atilio Butturi Junior e  Samoel Valdemiro Raulino
Como eu avalio textos? Reflexões sobre o modo de pensar e de fazer dos graduandos em letras (210-238) –   Gustavo Henrique da Silva Lima, Dennys Dikson

TraduçãoDesinventando e (re)constituindo línguas (9-34) –  Sinfree Makoni, Alastair Pennycook,     Tradução de Cristine Gorski Severo
Entrevista:  Entrevista com Ana Deumert (239-241)